Um ano a viver e a estudar em New York! - Testemunho da Margarida

A Margarida é outra das nossas estudantes que esteve um ano letivo a estudar numa "High School" Americana, no caso dela em Nova Iorque.



"Desde que me lembro que o meu sonho era ir aos Estados Unidos. Finalmente, no ano passado, dei asas a este sonho e inscrevi-me no programa de intercâmbio da Multiway, na ânsia de conhecer mais sobre esta cultura e país que sempre me despertou interesse. Decidir vir 10 meses para os Estados Unidos, sem saber para que cidade, longe  da minha família e amigos, completamente fora da minha zona de conforto!

Estou no Estado de Nova Iorque a duas horas e meia de New York City, no que é chamado de upstate New York… muito mais rural do que a minha conhecida Lisboa. Comecei a valorizar imenso os transportes públicos desde que aqui cheguei, visto que a única opção de transporte é só mesmo o carro. Para a escola, apanho o típico school bus americano, bem amarelo e sempre pontual. A minha High School é relativamente grande: 1000 alunos desde o 9 ao 12 ano! Tenho de confessar que me perdi nas primeiras semanas, cheguei atrasada porque não encontrava as salas, não conseguia abrir o meu locker. Mas hey, conheci imensa gente a pedir direções e ajuda, e os americanos estavam sempre disponíveis para ajudar! As aulas são mais práticas do que estava habituada: mais atividades e menos palestra dos professores, de certo modo há um maior envolvimento na aprendizagem, o que e ótimo. As aulas são sempre numa sala diferente e podes ter aulas com pessoas de qualquer ano. Ah, e és tu que escolhes o teu horário, o que significa que podes ter desde disciplinas de artes a disciplinas de ciências.


Fiquei surpreendida com a quantidade de atividades e desportos que a escola oferece! Distribuídos por três seasons há de tudo: natação, ténis, volleyball, futebol americano, basebol, bowling, e muito mais! Juntei-me a equipa de volley no outono, e foi brutal! Treinos e jogos todos os dias (menos ao domingo),  íamos a outras escolas jogar ou fazer torneios. Para além disso, há as atividades em equipa. Por exemplo, no Halloween fomos a um campo de milho que era tipo casa assombrada, mas melhor! Na season do inverno, juntei-me também à equipa de bascket, onde estavam também amigas minhas da equipa do volley! Depois também há os eventos que a escola organiza. Desde a homecoming week, onde cada dia as pessoas vestem-se de acordo com um tema. Por exemplo, este ano houve Disney day, Jersey day, Twin day, vestires-te com as cores do teu ano, e no dia do homecoming ( o último jogo de futebol americano em casa) foi o school spirit day, onde toda a gente se vestiu com as cores da escola, que são laranja e preto. Tivemos dois bailes da escola: o semi-formal (no inverno) e o tão famoso Prom no final do ano! Conheci imensa gente na escola que nunca pensei que viria a ter amizades tão importantes com elas. Fazer  também amizades com outros estudantes de intercâmbio é fantástico! É sempre um apoio, porque eles percebem verdadeiramente o que sentes e o que passas ao longo do ano.


Em relação à minha família, não podia ter tido mais sorte. Vivo só com a minha host mum e a minha host sister da República Checa. Estou super grata pelo facto de a minha mãe americana nos levar a conhecer grande parte dos Estados Unidos. Desde que cá estou já fui à Carolina do Norte, Florida, Colorado, Vermont, New Jersey e New York City. Para não falar das viagens dentro do estado. Já vi mais dos Estados Unidos do que quase todos os meus amigos americanos! Vivo perto dos meus host granparents que são como avós para nós, tratam-nos como se fossemos netas. Tenho a certeza que ganhei aqui uma família para a vida.

A cultura americana é, em alguns aspetos, bastante diferente da portuguesa. São muito mais abertos e não há cerimónias. As horas das refeições espantaram- me. Na escola, o meu almoço é às 10h37! Em casa, o jantar e às 6h, em vez das tão habituadas 9h da noite, e é também a única refeição em família. Tenho sorte que a minha mãe americana cozinha, portanto não como fast food frequentemente, mas tenho estudantes de intercâmbio na minha town que fast food era quase diária.

Volto a Portugal em menos de 2 semanas e estou cheia de saudades. Não de Portugal, mas dos Estados Unidos. Claro que também tenho saudades de casa, mas é diferente. Honestamente, as saudades de casa estão sempre cá, umas vezes com mais intensidade outras com menos. Mas esta experiência é tão incrível que não há tempo para pensar nisso. A única certeza que tens quando vens é que vais voltar, e é por isso que tento aproveitar todos os dias que tenho cá, especialmente agora que o tempo tem tendência a  escapar.


Este foi, sem dúvida, um dos melhores anos da minha vida. Tenho uma perspetiva completamente diferente do mundo com aquela que vim. Para além disso, estou muito mais independente e valorizo pequenas coisas que nunca antes prestei muita atenção. Sair da tua zona de conforto vale completamente a pena, porque aliás, fora da zona de conforto é que coisas incríveis acontecem!

O testemunho da Margarida foi publicado no Blog da Gap Year, aqui.

E para mais informações sobre o Programa Académico tens sempre o nosso site!

Comentários

Mensagens populares